Início do conteúdo

27 de Julho de 2017

Material escolar: coloque o consumo responsável no topo da lista

Chegada a época de volta às aulas após o recesso de inverno, famílias e estudantes costumam revisar os materiais escolares para verificar o que falta na mochila. O momento pode ser uma oportunidade de reflexão sobre o que é realmente necessário e sobre para onde vai tudo aquilo que será descartado. A Mercur, empresa que fabrica materiais escolares, acredita que toda escolha que fazemos irá impactar o mundo de forma positiva ou negativa, por isso, a cada volta às aulas, busca despertar nos pais, alunos, escolas e professores, o consumo responsável.

“Repensar nossas práticas cotidianas é fundamental para vivermos de forma mais equilibrada e sustentável. Precisamos evitar o desperdício, ou seja, tudo aquilo que não é necessário levar na mochila’”, ressalta Marcia Murillo, pedagoga da empresa.

CONFIRA ALGUMAS DICAS QUE PODEM AUXILIAR:

Cadernos com capas lisas ou personalizados

Você já percebeu que cadernos com capas de cores lisas custam muito menos do que cadernos de marcas ou personagens? E que tal fazer o seu? Você pode personalizar com fotos, recortes de revista e desenhos ou ainda encapá-los com tecido e cola. Já as folhas limpas de cadernos velhos podem ser unidas às de outros cadernos e transformadas em uma nova encadernação. O resultado será único!

 

Canetas, lápis de cor e demais materiais de desenho e/ou escrita

Tudo o que restou do semestre passado pode ser testado, limpo e reaproveitado. Esta limpeza pode ser realizada com álcool e uma flanela. Lápis podem ser apontados e canetinhas ou marcadores secos podem receber algumas gotas de álcool de cozinha ou água para voltar a funcionar. Utilizar os materiais até o final da vida útil é uma excelente forma de ser sustentável. 

Mochila e estojos

Você pode comprar desenhos e bordados e aplicá-los em sua mochila ou estojo. Existem muitas opções para aplicar em diferentes tipos de superfície. Essa é uma forma interessante de dar uma cara nova a antigos materiais. O mesmo pode ser feito utilizando botons que comuniquem algo que você gosta.

Giz de cera com cara de novo

Existem muitas técnicas que ensinam a reaproveitar pedaços de giz de cera.  Basta separá-los por cor, colocar em formas de silicone ou metal e levar ao forno. O tempo de derretimento depende muito do tamanho dos pedaços de giz. Geralmente, entre 3 e 7 minutos é suficiente. Quando estiver totalmente derretido, retire do forno e aguarde esfriar. Você terá novos giz com formatos inusitados e feitos por você.

Compra por unidade

Busque locais em que é possível comprar apenas a cor que está faltando, tanto do giz de cera quanto da tinta guache.

Grupos de troca ou doação

Converse com outros pais ou com colegas para verificar se há algum material usado que possa ser emprestado, doado ou revendido. Nas redes também é possível encontrar grupos para isso. Outra opção bacana é procurar livros usados em um sebo ou na internet.

Matéria-prima renovável

Verifique se a matéria-prima usada no material é renovável e dê preferência a estes produtos ou aos feitos com material reciclado pós-consumo. Assim você ajuda a diminuir os impactos negativos no meio ambiente.

Informe-se sobre o produto e fabricante

Exercite buscar informações sobre os fabricantes para ter certeza que cuidam bem de seus funcionários, da comunidade e do meio ambiente. Não deixe de observar se o produto é atóxico e se possui o selo do Inmetro para garantir a saúde e a segurança das crianças.

Cuidado com os materiais escolares

Não custa lembrar que cuidar com atenção dos materiais pode ajudar a mantê-los em ordem e sem danos, evitando a compra de novos materiais. Ser um consumidor consciente não reflete apenas no nosso bolso, reflete em todo o mundo que nos cerca.

 

Informações para a Imprensa:

Engaje Comunicação Inteligente

Fernanda Dreier e Rosângela Florczak

(51) 9 9550.8614 e 3378.1136

mercur@engajecomunicacao.com 

Galeria da notícia