Início do conteúdo

04 de Julho de 2018

Não importa a estação, o corpo precisa estar em movimento

A prática de atividades físicas ajuda a manter a força muscular, favorece a resistência física e aumenta a capacidade cardiorrespiratória

primeira_sessao_021.jpg

Foto: Divulgação/Mercur

Devido às baixas temperaturas e aos longos períodos de chuva, o inverno é uma estação que pode dificultar o início e a regularidade da prática de esportes, principalmente ao ar livre. Apesar disso, é importante encontrar meios para superar as condições sazonais e não abrir mão das atividades e dos cuidados com a saúde do corpo neste período.

No inverno o corpo precisa de mais calorias para ficar aquecido e, com isso, a tendência é exagerar um pouquinho nas comidas quentes e calóricas. Este é um dos motivos para investir na prática de esportes e se manter firme nas atividades que pratica. Além disso, a liberação de endorfina provocada pelos exercícios pode proporcionar uma sensação de prazer que ajuda a melhorar o ânimo em dias mais frios.

Segundo o fisioterapeuta da Mercur, Regis Severo, praticar exercícios no inverno é tão saudável quanto no verão. Ele recomenda maiores cuidados apenas para os esportes que envolvem corrida e mudanças bruscas de direção, quando o aquecimento adequado antes da atividade, bem como uma rotina de exercícios de fortalecimento, especialmente dos músculos mais exigidos, é importante para prevenir lesões.

“Procure iniciar as atividades com um ritmo mais baixo e aumentar a intensidade dos exercícios aos poucos, seja em exercícios aeróbicos ou nos exercícios com pesos. Ao final, alongue-se para evitar desconfortos posteriores. O uso de órteses compressivas, especialmente as confeccionadas em Neoprene, pode ser aliado na prevenção de lesões, pois elas estabilizam a  musculatura e auxiliam na retenção do calor corporal uma vez que o Neoprene é um isolante térmico que mantém os músculos aquecidos durante a atividade”, sugere.

Ele explica que a prática esportiva também auxilia na manutenção da força muscular, favorece a resistência física e aumenta a capacidade cardiorrespiratória. Como vantagem para quem não abre mão dos treinos, as baixas temperaturas melhoram a performance e os parques tendem a estar mais vazios, o que diminui a concorrência por espaços livres para treinar.

mercur_027.jpg

Foto: Divulgação/Mercur

Cuidados especiais

Dedique-se mais que o habitual aos aquecimentos e alongamentos. Em corridas, prefira respirar pelo nariz. A hidratação também é um quesito importante, pois no inverno é normal que se tenha menos sede. Lembre de deixar a sua garrafa sempre por perto para não esquecer de ingerir líquidos. Além disso, é muito importante optar por roupas adequadas para a proteção da perda rápida do calor e que protejam as extremidades do corpo, que são mais sensíveis ao frio, como mãos, pés e o rosto.

Informações para a Imprensa:

Engaje Comunicação Inteligente

Carla Zanett e Fernanda Dreier

(51) 3378.1136

mercur@engajecomunicacao.com

Galeria da notícia