Início do conteúdo

24 de Julho de 2018

Quero correr: toda pessoa está pronta para começar?

Fisioterapeuta que atua na empresa Mercur dá dicas de como iniciar a prática respeitando os limites do corpo

mercur_035.jpg

Foto: Divulgação/Mercur

A corrida é um esporte democrático: pessoas de todas as idades podem praticar essa atividade física que traz benefícios ao corpo e à mente. Porém, seja na rua, na esteira, em grupo ou sozinho, se você quer começar ou está começando agora, é importante tomar alguns cuidados para evitar lesões e não perder a vontade de correr.

A literatura especializada recomenda que ao iniciar a atividade, o praticante intercale momentos entre caminhada e corrida. Dessa forma, o corpo vai se acostumando com o esforço exigido pelo exercício, aumentando de modo gradual a resistência. Depois disso, o objetivo, aos poucos, pode ser intensificar o tempo de corrida, além de aumentar as distâncias percorridas. Correr pode ser ótimo para quem quer reduzir a gordura corporal, é uma atividade que melhora a capacidade cardiorrespiratória, equilibra os níveis de colesterol, ajuda a prevenir a osteoporose e aumenta a resistência física. Além disso, correr também é recomendado a quem precisar tratar ansiedade, reduzir a tensão corporal e melhorar a qualidade do sono.

De acordo com Regis Severo, fisioterapeuta que atua em pesquisa e desenvolvimento de produtos na empresa Mercur, as lesões nesta modalidade normalmente são causadas por fatores como falta de orientação profissional, tênis inadequado e até problemas na superfície de corrida. Mas, segundo ele, fatores relacionados ao preparo do atleta como déficit de flexibilidade, desalinhamento de membros inferiores, fatores antropométricos como altura, peso e biotipo, podem favorecer a incidência de lesões.

Prevenir sempre é melhor que remediar

O fisioterapeuta explica que para reduzir as chances de lesão ao iniciar a prática da corrida, o ideal é realizar uma avaliação detalhada das condições físicas, através de uma avaliação biomecânica (avaliação do movimento), para identificar se algumas regiões precisam ser melhor preparadas para a prática. Isto pode incluir a necessidade de fortalecer alguns grupos musculares, reeducar o movimento, melhorar a flexibilidade, entre outros. Não adianta investir no melhor calçado e correr nas melhores condições de terreno se o corpo não está minimamente preparado para receber as cargas impostas pela corrida, independente da intensidade em que se vai praticar.

mercur_083.jpg

Foto: Divulgação/Mercur

Se durante a prática a dor surgir, é importante avaliar o que está acontecendo e tratar. Muitas pessoas deixam que os sintomas evoluam para procurar um profissional de saúde, o que pode prejudicar o tratamento e levar a um tempo maior de recuperação. Na fase final de tratamento, especialmente no retorno gradual à atividade física, o uso de órteses ajuda na melhor estabilização articular, dando maior segurança para o praticante, prevenindo novas lesões, as chamadas de lesões reincidentes. É importante que as órteses sejam complementares ao tratamento fisioterapêutico e aos exercícios de fortalecimento muscular, e nunca sejam utilizadas isoladamente como forma de prevenção ou tratamento.

8 dicas para quem quer começar:

  • Faça uma avaliação física com um profissional de saúde: médico, fisioterapeuta ou educador físico, especialistas em biomecânica.

  • Mantenha uma rotina de exercícios de fortalecimento e alongamento muscular, especialmente para a região abdominal, quadris, joelhos e tornozelos.

  • Escute o seu corpo. A dor é um sinal de que algo não vai bem.

  • Prefira alimentos saudáveis e ricos em carboidratos antes dos treinos.

  • Use roupas leves e um calçado adequado.

  • Treine a respiração.

  • Mantenha-se hidratado.

  • Evolua a intensidade, distância e tempo de corrida conforme sua condição física for melhorando e de preferência a partir das orientações de um profissional.

    Informações para a Imprensa:

    Engaje Comunicação Inteligente

    Fernanda Dreier

    (51) 3378.1136

    mercur@engajecomunicacao.com

 

Galeria da notícia