Início do conteúdo

02 de Agosto de 2018

É hora de relaxar: conheça técnicas para desacelerar corpo e mente

segunda_sessao_211.jpg

Foto: Denis Paul / Divulgação Mercur

O ritmo acelerado da vida, o acúmulo de tarefas, a correria do dia a dia. Você já parou para pensar sobre a carga que seu corpo e mente estão acumulando? Dores ou desconfortos já fazem parte da sua rotina? Se sim, é hora de prestar atenção: seu corpo está emitindo sinais de que algo não vai bem. O estresse, horas sentado na mesma posição ou em pé no trabalho, o barulho intermitente, o uso exagerado de dispositivos eletrônicos ou o excesso de atividade física podem ocasionar tensões musculares que provocam dores e desconfortos. Muitas vezes os sintomas são frequentes e, na correria do dia a dia, as pessoas não se dão conta da origem e acabam convivendo com esses incômodos por muito tempo.

Segundo o fisioterapeuta Régis Severo, que atua na área de Pesquisa e Desenvolvimento da Mercur, tratar as possíveis disfunções, como tensão muscular ou alterações de movimentos, é a melhor forma de cuidar da saúde. “Normalmente as pessoas esperam chegar em um nível mais acentuado de dor para buscar por algum recurso de tratamento, o que torna a recuperação mais longa e complexa em muitos casos. Técnicas simples do dia a dia como alongamentos e aplicação de calor terapêutico, por exemplo, podem auxiliar a quebra o ciclo de espasmo (tensão muscular contínua) e dor, o que pode evitar que estas alterações possam causar outras lesões ou disfunções corporais”, alerta.

yoga-1148172_1920.jpg

Foto: Divulgação

Como nada é mais importante para a saúde do corpo do que equilíbrio físico e mental, elencamos algumas técnicas de relaxamento que servem não apenas para tratar as tensões, mas também para preveni-las. Confira:

Exercícios de Respiração: Sabe aquele conselho de amigo para acalmar a ansiedade que diz “respira fundo”? É a mais pura verdade. Segundo a psicóloga Larissa Furini, a respiração pode ajudar de duas formas. Ela explica que a primeira é fisiológica: “o estado de ansiedade ativa áreas do cérebro que estimulam a hiperventilação e, por isso, inalamos o ar com mais rapidez e de forma mais rasa. O esforço consciente para mudar isso ajuda a acalmar, pois o organismo volta a seu equilíbrio”. Outro ponto, segundo a profissional, está no fato de o indivíduo, ao tornar sua respiração consciente, focar sua atenção no agora, no momento presente, o que tende a reduzir o estado de ansiedade.

segunda_sessao_200_AF.jpg

Tente respirar acompanhando o ritmo da figura. 

Automassagem: A região dos ombros e cervical é um dos locais onde as pessoas mais relatam tensão muscular e dor. Massagear estas regiões utilizando as pontas dos dedos para exercer uma leve pressão nos pontos mais doloridos, por meio de movimentos circulares lentos ou simplesmente pressionando e mantendo a pressão por cerca de 20 a 30 segundos, pode ser uma forma de relaxar a musculatura local. Outra possibilidade é utilizar uma bolinha de borracha ou até mesmo uma bolinha de tênis por exemplo, para realizar a massagem.

Terapias de Frio e Calor: As aplicações de calor e do frio com fins terapêuticos são utilizadas há séculos para auxiliar no tratamento de lesões e no alívio dos sinais inflamatórios como dor e inchaço. Popularmente conhecidas como bolsa de gelo ou de bolsa para água quente, servem para vários fins. Porém, mesmo sendo um procedimento simples, é importante estar atento para o uso adequado em cada situação.

segunda_sessao_200_AF.jpg

Foto: Denis Paul / Divulgação Mercur

O fisioterapeuta Regis Severo explica que há uma regra básica antes de iniciar a aplicação dessa técnica: enquanto houver sinais inflamatórios agudos como dor, inchaço, febre local, vermelhidão ou hematomas e perda de movimento, utiliza-se o frio. O calor, por sua vez, deve ser reservado para lesões crônicas, aquelas que estão presentes há mais tempo e que, em geral, manifestam-se apenas pela dor e dificuldade de movimento. “Se houver tensão muscular, sem a presença de sinais inflamatórios, mesmo que tenham surgido a poucos dias, o calor também pode ser aplicado”, completa.

Yoga: O yoga é uma técnica que promove, além do bem-estar físico, que a pessoa reveja conceitos internos, mesmos os inconscientes. Ela descondiciona hábitos nocivos e desperta, a partir da prática, condições naturais e saudáveis de como é estar em paz, tranquilo, vigoroso, equilibrado, seguro e feliz.

yoga-3053488_1920.jpg

Foto: Divulgação

Sempre que a dor persistir, o ideal é procurar um profissional que possa investigar e orientá-lo da melhor maneira.

 

Informações para a Imprensa:

Engaje Comunicação Inteligente

Fernanda Dreier

(51) 3378.1136

mercur@engajecomunicacao.com 

 

Galeria da notícia