Cocriação: fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais são essenciais no desenvolvimento de produtos - Mercur

Notícias

Cocriação: fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais são essenciais no desenvolvimento de produtos

Voltar
13/10/2020

Cocriação: fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais são essenciais no desenvolvimento de produtos

Com o auxílio desses profissionais, itens desenvolvidos pela Mercur oferecem cada vez mais conforto, autonomia e bem-estar as pessoas.

 

Desde que a Mercur decidiu criar produtos com as pessoas e não para elas, os fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais têm sido grandes aliados da empresa no desenvolvimento de produtos. É durante os processos de cocriação que eles, junto aos usuários, equipes da empresa e outros profissionais, auxiliam a encontrar as melhores soluções para que os produtos contribuam para a saúde e o dia a dia das pessoas de forma prática. Por meio do seu conhecimento na reabilitação de pessoas e no desenvolvimento da autonomia, conseguem adicionar um olhar sensível sobre as necessidades e dificuldades das pessoas.

 

O time de fisioterapeutas da Mercur é formado por Caroline, Christian e Régis. #pracegover Uma mulher e dois homens estão lado a lado e de pé dentro de um amplo prédio. Eles sorriem e posando para a foto.

 

Os processos de cocriação da Mercur iniciaram após a primeira virada de chave da organização, em 2008. Eles consistem em um trabalho interdisciplinar para se pensar a concepção, prototipagem, melhoria e desenvolvimento dos diversos produtos da área de saúde e educação da empresa.

“Essa metodologia coloca as pessoas no centro do processo, por meio dela a gente consegue desenvolver itens que fazem sentido para as pessoas e suas necessidades. O resultado é um produto que conta a história de muitas pessoas, de cada profissional e de cada paciente”, afirma Cristina Fank, Terapeuta Ocupacional que atua na área de Inovação da Mercur.

O conhecimento dessas duas áreas da saúde é importante para a melhoria dos itens, pois são esses profissionais que recomendam o uso, por exemplo, de muletas, facilitadores de atividades de vida diária, bota imobilizadora entre outros itens do portfólio da empresa.

“Eles são um link entre milhares de pacientes e a Mercur, pois estão no dia a dia acompanhando o uso dos nossos produtos. Portanto, quando compartilham suas impressões com a gente, eles conseguem trazer um olhar apurado sobre como cada item se comporta no dia a dia, das necessidades das pessoas, aliado ao conhecimento técnico de suas áreas”, lembra Regis Severo, fisioterapeuta que atua na área de Inovação da Mercur.

 

Régis atua na Mercur desde 2011 desenvolvendo produtos com foco na prevenção e reabilitação em saúde, buscando conexões com os diferentes públicos que se relacionam neste contexto. #pracegover Homem de pé e sorrindo em um amplo prédio.

 

Juliana Wilborn fisioterapeuta do Instituto Brasileiro de Tecnologia do Couro, Calçado e Artefatos (IBTeC) é uma das profissionais que tem participado dos processos de cocriação. Um dos mais recentes foi o da nova Muleta Canadense da Mercur, que passou a ser produzida 100% no Brasil este ano. “Quando falamos no tratamento de lesões, por exemplo, uma situação cercada de incertezas e inseguranças, e o paciente encontra um produto que realmente o ajuda, que ele passa a confiar, que ele se sente cuidado, que se incorpora no seu dia a dia, isso faz toda a diferença em sua qualidade de vida e na adesão ao tratamento. As melhorias que desenvolvemos juntos para a Muleta vão nesse sentido”, destaca. Para ela, uma das principais vantagens desse produto foi incorporar melhorias que aliam funcionalidade e bem-estar.

“Aqui no IBTEC, uma das análises que fizemos foi entender como a mão do usuário interagia com a muleta, qual eram os pontos de pressão, melhor angulação, qual material evitaria calos e suor, etc. E é muito gratificante ver as nossas sugestões acrescentadas ao projeto e pensar no impacto que vão ter para as pessoas”, avalia Juliana.

 

Andrea Schuster, usuária permanente de muleta, participou do processo de cocriação do produto e foi convidada a ser uma das modelos das fotos para o lançamento do recurso. #pracegover Andreia está em uma horta. Ela segura uma folha de couve em uma das mãos e com o outro braço se apoia na muleta.

 

Já a Terapeuta Ocupacional Mariana Saar de Almeida, que atende em uma clínica, já participou do processo de cocriação de diversos produtos, entre eles a Luva Flexora, recurso de Tecnologia Assistiva que auxilia pessoas com dificuldades motoras a segurarem objetos importantes para a realização de suas atividades de vida diária.

“Muitos produtos de saúde são importados e muitas vezes são desenvolvidos para outros contextos, culturas e necessidades. Portanto, essa parceria com a Mercur traz benefícios incalculáveis, pois conseguimos juntos desenvolver soluções para a realidade dos nossos pacientes”, destaca.

 

A Luva Flexora é um recurso de Tecnologia Assistiva que auxilia pessoas com dificuldades motoras a segurarem objetos importantes para a realização de suas atividades de vida diária. #pracegover Mulher de pé em uma academia está usando uma Luva Flexora na mão esquerda. Ela está segurando uma barra de metal com as duas mãos.

 

No caso da luva, por exemplo, ela realizou junto com a empresa uma oficina para que os pacientes que atendia pudessem testar os produtos. “Com essa dinâmica, eles puderam já utilizar a luva e eu e outros profissionais observamos seu funcionamento, suas características, sua segurança, sua pega, seu tamanho e se ele realmente estava atendendo aos critérios que precisávamos. O resultado disso é que um produto muito mais eficiente”, afirma.

Para Cristina, é a soma dos olhares dos diferentes participantes do processo de cocriação que contribui para a melhoria dos produtos. “É esse estar junto, o coletivo, a capacidade de agregar diferentes visões, complementar o saber um do outro que nos ajuda a atender a necessidade das pessoas”, destaca.

 

Cristina é colaboradora da Mercur desde 2013 e atua como Articuladora no processo de formação de redes colaborativas de profissionais da área da saúde, educação, design, pessoas com deficiência e familiares para a cocriação e legitimação de recursos de Tecnologia Assistiva. #pracegover Mulher de pé em meio as árvores e sorrindo segura tiras de borracha coloridas em suas mão. Ela está posicionada atrás de uma mesa com diversos recursos de tecnologia assistiva.

 

Os profissionais que desejarem participar dos processos de cocriação da Mercur, podem entrar em contato pelo e-mail fazercom@mercur.com.br para receber as informações.

 

Informações para a Imprensa:

Engaje Comunicação Inteligente

Matheus Pandolfo

(51) 3378.1136

mercur@engajecomunicacao.com

 

Acompanhe as notícias do universo Mercur

Cadastre seu e-mail ao lado e receba
todas as notícias e conteúdo exclusivo.

Created by Avanti