Dia das Crianças: oportunidade para viver momentos juntos - Mercur

Notícias

Dia das Crianças: oportunidade para viver momentos juntos

Voltar
11/10/2017

Dia das Crianças: oportunidade para viver momentos juntos

Uma menina está em uma cama elástica. Ela está de mãos dadas com seu pai, que está fora da cama elástica.

Comemorado em todos os países pela oficialização da Declaração dos Direitos da Criança, um documento que estabelece uma série de direitos válidos a todas as crianças do mundo como alimentação, amor e educação, o Dia das Crianças no Brasil é lembrado no dia 12 de outubro. E, diferente do que muitos pensam, o Dia das Crianças não é sobre presentes, mas sobre os direitos das crianças.

No caminho que trilha com o propósito de construir, cada vez mais, coisas que tenham relevância para a vida das pessoas, a Mercur, indústria de produtos voltados à educação e saúde, entende que o Dia das Crianças pode ser um momento para o início de conversas significativas com os pequenos sobre a importância de seus direitos e deveres no mundo.

Um menino e uma menina estão olhando para o horizonte.

A pedagoga que atua na empresa, Márcia Murillo, sugere que os adultos – sejam pais, professores, amigos – apresentem às crianças novas formas de questionar, de se relacionar com as coisas do mundo. “Além das muitas ideias que podem tornar a data importante por meio de momentos especiais como a ida a um parque, é possível inserir no dia a dia das crianças momentos de diálogos, reflexões e perguntas como: você realmente precisa disso?”, aponta.

Tainara Rosa, que mora em Porto Alegre e é mãe de Laura, 6 anos, e Vicente, 2 , conta que para a data estão programando um piquenique, chimarrão em família ou uma saída para brincar com os primos. “Como eles não se encontram com frequência, quando se veem, o encontro é sempre uma alegria garantida, um momento especial. Aqui ainda falta garantir que os avós entendam que nem tudo se resume a compra, principalmente a diversão das crianças, mas estamos evoluindo”, conta.

Na escola

Promover rodas de conversa sobre o tema com as famílias, palestras, espaços de encontro para troca de brinquedos ou utensílios que não utilizam mais são algumas das ideias possíveis. “Formar grupos de pais é muito importante, pois permite que juntos façam combinados, se amparem e decidam até coletivamente, sobre algumas demandas impostas pelos filhos”, comenta a pedagoga.

Histórias infantis que permitam a reflexão, propostas pedagógicas dirigidas que auxiliem as crianças a pensarem a respeito de questões importantes para a sua formação, através de situações práticas da vida delas, como a promoção de uma troca temporária de brinquedos ou livros também são válidas. Para os pais e as crianças maiores a pedagoga recomenda o documentário “Criança, a alma do negócio”.

Neste Dia das Crianças, preparamos algumas sugestões para tornar a data um momento especial:

Piquenique: pode ser no pátio de casa, do condomínio ou no parque mais próximo. Vale preparar um lanche saudável e curtir um momento de atenção plena, com brincadeiras, leitura ou um simples colo. Só há uma regra: celulares desligados.

Uma criança segura um baldinho com uma flor amarela.

Reciclar e valorizar a natureza: construir possibilidades de brincadeiras através de materiais que seriam descartados como uma casa ou avião de caixa de papelão. Eles podem receber uma bela pintura de tinta, esculturas com sucatas e panelinhas de latinhas. Outra ideia é a construção de mandalas com galhos, folhas ou flores secas. Também vale ensinar a reaproveitar embalagens seja para guardar brinquedos, livros ou lápis.

Feiras de troca e brechós: não só nesta data vale conhecer as feiras de troca e brechós na escola ou vizinhança. Basta reunir um grupo de pais e organizar um espaço para troca de roupas, brinquedos e livros, mostrando que a maioria das coisas não precisam ser compradas novas e que o que não utilizamos mais pode ser muito útil para outra pessoa.

Para fazer junto: kit jardinagem para pesquisar sobre como plantar uma horta e ensinar a cuidar, mostrar que os alimentos têm um ciclo, que demoram para crescer e se desenvolver. Kit de costura para ensinar a consertar. Kit cozinheiro para fazer um pão, bolo ou biscoitos especiais juntos. Vale o que desperta mais interesse na criança.

Uma mão de criança está apertando uma forminha contra a massa de biscoito.

Informações para a Imprensa:

Engaje Comunicação Inteligente

Fernanda Dreier e Rosângela Florczak

(51) 9 9550.8614 e 3378.1136

mercur@engajecomunicacao.com

Acompanhe as notícias do universo Mercur

Cadastre seu e-mail ao lado e receba
todas as notícias e conteúdo exclusivo.

Created by Avanti