Mercur adere ao Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda - Mercur

Notícias

Mercur adere ao Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda

Voltar
24/04/2020

Mercur adere ao Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda

Colaboradores terão 50% da carga horária reduzida, com 50% do salário pago pela empresa e 50% pelo auxílio oferecido pelo governo federal

 

Diante do cenário sem precedentes apresentado pela pandemia da Covid-19, em que pessoas e organizações vivenciam, além da ameaça à saúde, impactos econômicos não favoráveis, a Mercur tomou a decisão de aderir à medida provisória (MP 936/2020), Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda do governo federal. A motivação principal é manter os empregos de todos os colaboradores durante e após este período. 

 

As atividades na empresa ficaram paralisadas por cerca de 40 dias para preservar a saúde de todos e respeitar o isolamento social. A partir do dia 04 de maio, os colaboradores terão a carga horária reduzida em 50% e a empresa manterá o pagamento de 50% do valor integral do salário, enquanto os outros  50% serão pagos pelo subsídio do governo, calculado com base no valor do seguro-desemprego. Essa e outras decisões fazem parte do plano de contingência da Mercur disponível neste link: https://www.mercur.com.br/noticias/coronavirus/ 

 

Segundo o facilitador da empresa, Jorge Hoelzel Neto, a Mercur não exitou em tomar a decisão de paralisar as atividades imediatamente para preservar a saúde das pessoas e ajudar com a baixa propagação e contágio do coronavírus. 

 

“Por cerca de 40 dias mantivemos os pagamentos e trabalhamos com banco de horas e férias. Agora, aos poucos, precisamos retomar a nossa operação. As opções que nós temos para voltar a trabalhar são bastante complexas e, neste momento, a nossa maior necessidade é diminuir despesas para poder garantir os nossos empregos e os salários de todos num futuro próximo”, ressalta. 

 

A redução proporcional da jornada de trabalho e do salário é permitida por até 90 dias ou enquanto durar o estado de calamidade. Por enquanto, não há decisão sobre o turno de trabalho. Durante o período, os benefícios oferecidos pela empresa serão mantidos, como por exemplo, reembolso farmácia, reembolso educação infantil para creche e plano de saúde. O benefício pontual recebido pelo governo não afeta o pagamento de um possível seguro-desemprego no futuro.

 

Um canal de diálogo com os colaboradores foi criado desde a paralisação da empresa, em 20 de março. A lista de transmissão do WhatsApp, um espaço aberto para esclarecer dúvidas, troca de ideias e informativo sobre as decisões da empresa, permaneceu ativa no período, mantendo a comunicação direta e transparente com os colaboradores.

 

Informações para a Imprensa:

Engaje Comunicação Inteligente

Matheus Pandolfo

(51) 3378.1136

mercur@engajecomunicacao.com

Acompanhe as notícias do universo Mercur

Cadastre seu e-mail ao lado e receba
todas as notícias e conteúdo exclusivo.

Created by Avanti